COMPARTILHE

O Dubai é um dos destinos preferenciais de turistas angolanos que a cantora Titica não é vista nem manifesta vontade de viajar para este local. A razão é remetida a um episódio, ocorrido há dois anos, na qual foi lhe recusada a entrada nos Emirates Árabes Unidos.

Preconceito sexual

As autoridades emigratórias do Dubai manifestaram duvidas de que os dados do passaporte do cidadão angolano Teca Miguel André Garcia correspondiam a jovem decotava que tinham na frente. Para não ficarem na duvidas, os agentes de emigração entenderam por bem convidar a cantora angolana a regressar no mesmo avião que a levou ao Dubai.

De acordo com registos, Titica não é a única transexual a ter problemas de duvidas quanto a sua identidade com os serviços de emigração de país estrangeiros. Há dois anos, uma outra transexual, identificada por “Joyce” teve o mesmo constrangimento na República da China. Foi liberada depois de duas horas de interrogatório, uma vez que os oficiais de emigração pretendiam tirar a limpo se estavam diante de uma mulher ou de um homem.

Club-k.net 

COMENTE PELO FACEBOOK

SEM COMENTÁRIOS